Blog

QUEIMADURAS DE LIMÃO

Queimaduras de Limão

É só o Verão chegar e eu já começo a receber aqui em meu consultório uma quantidade grande de pacientes com queimaduras na pele causadas pelo contato com o limão ou outras frutas cítricas. Isso porque o sumo desse tipo de fruta em contato com os raios ultravioleta causa uma reação alérgica, semelhante a uma queimadura, que, longe de ser um mito, deve ser tratada imediatamente para evitar agravamento do quadro.

Na linguagem médica, chamamos essa manifestação em nossa pele de fitofotodermatose ou fitofotodermatite, uma dermatose muito comum nessa época do ano em virtude do aumento da exposição ao sol. Ela é causada pelo uso de substâncias fotossensibilizantes, geralmente furocumarinas contendo 5 metoxipsoraleno (encontradas em algumas plantas, figo e limoeiro), em combinação com a exposição à radiação ultravioleta.

REAÇÃO INFLAMATÓRIA

Acontece então uma reação inflamatória na pele com aparecimento de manchas avermelhadas acompanhadas de ardência ou coceira e nos casos mais graves, lesões bolhosas que evoluem para manchas escuras. O formato das manchas podem variar em cada caso, sendo frequente o surgimento de lesões pontilhadas causadas por respingo de limão.

REGIÕES MAIS AFETADAS

As áreas mais frequentemente afetadas são mãos, colo e rosto. Geralmente o próprio paciente conta que esteve na praia ou piscina e manipulou limão, lima da pérsia, figo, entre outros. Algumas vezes as manchas podem ter o formato de dedos, aparecendo em outros lugares do corpo como o tronco ou dorso, pelo contato com a mão de outra pessoa. Lesões no pescoço são mais comuns pelo uso de perfumes, que também podem ser perigosos em razão da substância furocumarinas em sua composição.

COMO PREVENIR?
  • Evite fazer ou beber limonadas, sucos de frutas, picolés, caipirinhas ao se expor ao sol.
  • Lave bem as mãos com a água e sabão sempre que manipular frutas cítricas sob o sol.
  • Lave o rosto, em volta da boca.
  • Perfumes podem provocar uma reação semelhante: não use perfumes antes de se expor ao sol.
  • Use protetor solar no local afetado.
  • Não use bronzeadores caseiros, em especial aqueles que são feitos à base das folhas do figo. São perigosos e podem ocasionar queimaduras graves.
FIQUE ATENTO!

Com qualquer sinal de vermelhidão, procure um médico dermatologista para acompanhamento e avaliação de sua queimadura. O tratamento pode ser feito com pomadas a base de corticoides e hidratantes. Deve-se proteger o local com filtro solar e se necessário, pode ser usado substâncias clareadoras para acelerar a melhora do quadro. Nunca estoure as bolhas formadas! Compressas com soro fisiológico e camomila ajudam a aliviar o incômodo.

Cuide bem de sua pele e ótimo verão para todos 🙂

Rua Mariante, 180 - Sala 304

Bairro Moinhos de Vento - Porto Alegre/RS

Convênios e Particular

Atendimento de Segunda à Sábado

Marque sua consulta:

(51) 3414.2770 - 3307.2770 - 98692.6697